Sexta, 14 Agosto 2020

Nota de Esclarecimento

  

  

Previous Next

Avaliação do Usuário: 0 / 5

Estrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativaEstrela inativa
 

Nos últimos dias surgiram alguns boatos sobre o reinício das aulas da Rede Municipal de Ensino, por meio de plataformas digitais. Um dos mais espantosos foi que a Prefeitura Municipal já havia até publicado decreto determinando o reinício das aulas, o que não é verdade. O que a Secretaria Municipal de Educação pretendia fazer, era seguir as orientações do Conselho Nacional de Educação, que orientou aos Municípios a reorganização do Calendário Escolar e da possibilidade de cômputo de atividades não presenciais para fins de cumprimento da carga horária mínima anual, em razão da Pandemia da COVID-19.

O CNE sugeriu que estados e municípios buscassem alternativas para minimizar a necessidade de reposição presencial de dias letivos, a fim de permitir que seja mantido um fluxo de atividades escolares aos estudantes enquanto durar a situação de emergência. Dentre as principais alternativas a serem utilizadas, o CNE listou uma série de atividades não presenciais que podem ser colocadas em prática pelas redes de ensino durante a pandemia, minimizando assim o impacto do afastamento das salas de aula, que os alunos estão sofrendo.

Meios digitais, videoaulas, plataformas virtuais, redes sociais, programas de televisão ou rádio, material didático impresso e entregue aos pais ou responsáveis foram algumas das alternativas sugeridas e que pretendíamos seguir, assim como grande parte dos estados e municípios do Brasil estão seguindo. Porém, nunca iríamos tomar uma decisão dessas, que envolve muitas pessoas, além do aprendizado de centenas de estudantes, sozinhos. Desde o princípio desta ideia, tivemos diversas reuniões, tanto presencial quanto virtualmente. Sempre procuramos ouvir.

E foi por ouvir, que estivemos reunidos, mais uma vez, ontem à noite, na Câmara Municipal: o Prefeito Ajuricaba Abreu, juntamente com vereadores, representantes do Sindicato dos Professores, do Conselho Municipal de Educação, e diretores e coordenadores das Escolas Municipais. Juntos, buscamos um consenso para esta questão, que terminou sendo o seguinte: a suspensão das prováveis aulas on-line. Iremos continuar aguardando novas orientações do Ministério da Educação, buscando atender as limitações da grande maioria dos nossos alunos. Estaremos sempre prezando pelo diálogo, pois sabemos que é algo essencial para o avanço da sociedade e para a resolubilidade dos problemas.

Atenciosamente, Marilene Fonseca, Secretária Municipal de Educação de Montes Altos.